Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

24 de março de 2011

Maldita Cinderela


Nós mulheres temos problemas com idealização.

Para mim, é culpa da Cinderela/Branca de Neve/Jasmine... de todas as malditas princesas da Disney.

Nestes filmes, o duro era vencer a malvada e conseguir o príncipe... e viver feliz para sempre!

Ou seja, o trabalho duro é conseguir o príncipe... não viver com ele.

Mentira!


Eu acho que não tem relacionamento que mais dê trabalho que casamento.

Nem criar filhos é tão complicado.


Você pode casar com o Brad Pitt dos seus sonhos e mesmo assim vai ser trabalhoso.

E para o homem é trabalhoso também, mas não acho que eles idealizem como nós.

Minha mãe, mães das minhas amigas, minhas amigas, TODAS as casadas que eu conheço, se sentem "de certa forma" auto-enganadas.

Todas tinham tantas minhocas na cabeça, achando que "com elas seria diferente".

Não vou fazer manual de bom ou mau marido, até porque o que é bom você pode ser ruim para mim.

Exemplo : homem religioso. Eu não quero! E para você pode ser o seu sonho de consumo!


E não entram aqui os motivos óbvios  de separação ( homem desonesto, viciado, que bate em mulher, traidor, que não trabalha, que detesta os próprios filhos, gay se fazendo de hétero, etc )

Mulheres dependentes descobrem que farão muitas escolhas e coisas sozinhas e mulheres independentes descobrem que vão depender de alguém para fazer suas escolhas e coisas.

Para uma amiga que estava muito infeliz no casamento eu disse : " Me aponte um casamento perfeito, mas tem que ser um que você conhece, não que aparenta ser perfeito"

E ela travou!

Nenhum veio a tona!

Portanto casadas (os), eu acho que pouca gente quer trabalhar duro, por isso se separam por nada.

Quando você se sentir perdido, lembre que todos nos sentimos assim um dia, mas tem dias muito compensadores e este sentimento que te diz que você fez a escolha errada passa.. e volta... e passa, porque casamento é assim.

Troque o Me pelo We e se esforce mais para fazer o outro feliz!

Pois foi por isso que você casou não foi? Para fazê-lo feliz?

4 comentários:

Rick disse...

Má:

Eu achei esse seu post do cacete!
Bom pra caralho!
Se você me permitir, gostaria de reproduzi-lo no meu blog!
Posso?
Acho que tem muita gente por aí que precisa ler isso!
Sensacional!

Beijos!

Elise Machado disse...

Vc tem toda razão - casamento dá um trabalho do cacete.
Mas se os dois estiverem voltados pro mesmo lado No caso, um para o outro), pode dar menos ao longo do tempo...

E eu tb acho o seguinte: tem que querer e fazer acontecer. Inventar seu próprio jeito de dar certo, pois receita de bolo não existe mesmo.
Tem que surpreender, inovar, olhar sempre o todo (e não aquele mísero momento ruim), ter paciência, se colocar em segundo plano (esperando que o outro tb faça), saber se desculpar, saber relevar paaaaca.... tem que ter risadas e se reiventar a cada dia.

E eu posso dizer, honestamente, que conheço casais absurdamente felizes (apesar dos trancos e barrancos inevitáveis) há muitos e muitos anos.
Mas são poucos mesmo :)

A maioria se passa por feliz, ou está junto por hábito.
Triste, mas verdade.
Bjas

Maela disse...

Obrigada Rick!!! Claro que pode colocar no seu blog! Ficarei lisonjeada!

Elise, não acho que casamentos são todos infelizes, acho mesmo que as pessoas estão pouco interessadas em fazer funcionar ( pq dá trabalho mesmo! ). E concordo muito contigo, tem que fazer acontecer!!! Reclamar é fácil!

Alexandra disse...

Sabe que não conheço (digo - conhecer, mesmo) casais que se saparam "por nada".

Não é assim em casa, nem na família, nem com amigos.

De uma forma ou de outra, todos trabalham para que dê certo.

Beijo !