Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

13 de julho de 2016

Comer com a imaginação


Estava assistindo American Horror Story com Tico e o assassino resolve fazer um Croque Monsieur.

Na cena ele diz que adoraria acordar com o cheiro do croque monsieur na fgrigideira ( mas como não teve mãe nunca soube como era ) e que noz moscada fazia toda diferença.

Nisso o Tico quase salivando me diz :

- Mãe, isso deve ser bom demais

- É um misto quente com frescura

- É nada.

- É sim, minha mãe fazia...

- Você nunca fez....vou crescer assassino.

Morri de rir

Isso foi domingo. Hoje liguei para casa avisando que eu iria comer japa ( kids detestam ) e perguntei o que eles queriam que eu estava passando no mercado. Tico que nem é besta me diz

- Croque Monsieur ou assassinatos

Comprei itens.

Em casa falei que iria fazer o tradicional, com molho béchamel e no forno. Ele queria igual da série, na frigideira. Fiz um de cada. ( foto somente do tradicional pq o outro acabou antes de eu conseguir fotografar, já que ficou pronto primeiro ).

Quando o Tico começou a comer o segundo ( tradicional ) perguntei qual era melhor.

- O segundo, óbvio. Americanos não sabem cozinhar.

Dei risada. Quando ele terminou, concluiu

- E noz moscada faz toda diferença

Quem quiser a história ( não sei se é verdadeira ) e a receita ( esta é verdadeira ), segue um bom  link

http://desafiosgastronomicos.blogspot.com.br/2011/03/desafio-fazer-o-legitimo-croque.html

24 de agosto de 2015

Posso tirar o pedido?

O garçom coloca os cardápios para o casal e pergunta o que querem beber

- Coca! - em uníssono

- Com gelo e limão?

Silêncio. Ninguém tira a cara do celular.

O garçom repete a pergunta... nada.

Ele traz as cocas e dois copos com gelo e limão.

A mulher olha e diz que quer sem gelo, o homem diz que a dele é diet.

Ambos retornam a olhar a tela do celular.

O garçom retorna e pergunta o que eles querem para o jantar.

- Não abri o cardápio ainda, um momento.

Dez minutos depois o garçom volta e pergunta se eles aceitam sugestão do chefe, um peixe magnífico.

- Não gosto de peixe, já escolho.

O garçom exasperado olha para o rapaz do caixa e faz um sinal estranho com a mão.

Recebe um OK de volta.

Nisso umas 5 mesas reclamam...

O casal pragueja,

Apagam o celular. resolvem abrir o cardápio e fazer o pedido.

Quando eu estava indo embora perguntei ao garçom se ele tinha que desligar o roteador muitas vezes ao dia.

Ele deu risada e disse :

- Dona, eu não sei se passo mais tempo tirando fotos com cada celular que tem na mesa, desligando o wi-fi para conseguir tirar pedido ou fornecendo a senha. Desligo o roteador até na hora do cafezinho senão o povo vai ficando.


21 de agosto de 2015

ALEGRIA INCÔMODA



Local : Ilhabela

Dia : Domingo a tarde

Personagens : 8 amigos e um imbecil

A história : estávamos felizes e contentes andando de barco e jet em um lindo domingo ensolarado. Domingo este, que resolver ignorar o inverno e fez 30 graus.

Quando deu 3 da tarde, fomos comer a famosa casquinha de camarão no Viana.

O local é aberto, rindo pedimos caipirinhas e logo fomos enganar amigos incautos sobre o coco enorme ( fake ) que lá existe. Mais gargalhadas.


Eis que vem um argentino ( depois falam que tenho birra ) e começa a gritar conosco, dizendo que tínhamos que baixar o tom de voz, que éramos babacas e tínhamos que respeitar o local.

Todos nós ficamos uns 10 segundos mudos, olhando uns para cara dos outros.

Aí comecei a rir e perguntei onde estava o defunto, pois só fico quieta em velório.

O mais velho experiente da turma sacou uma câmera e foi atrás do cara.

Ninguém entendeu o porquê.

Ficamos preocupados, vai que o louco resolve sair no braço.

O experiente voltou chateado pois o cara fugiu e ele queria muito filmar aquela mesma cena absurda.

Perguntamos o motivo

"- Porra, se até vocês ficaram quietos, vou colocar esta gravação no almoço de domingo lá em casa, quem sabe meus netos me dão 10 segundos de sossego também."

Mais risadas e algumas piadas sobre o babaca ser mal amado, corno, etc, depois caiu no esquecimento.


19 de julho de 2014

A escova


Sempre me achei resiliente
Sabe o que é resiliência?
É uma propriedade muito apreciada na área têxtil, é a fibra voltar ao estado original depois do trauma, pressão ou strees.
Usam este tipo de fibra na sua escova de dentes, você amassa todo dia e ela volta pro lugar.
Mas na verdade não volta.
Vai amassando um pouquinho, milimetricamente, a cada escovada.
E depois de algum tempo ( 3 meses segundo os dentistas .... ou os fabricantes de escovas) você tem uma escova ruim, com cerdas amassadas, e que não é mais resiliente.
E você joga fora.
Eu me achava super mega power resiliente.
Não vou desfiar ( têxtil ainda ) todas as tempestades que resisti, envergando sem quebrar, mas posso te dizer, que aprender a se virar sozinha com 9 anos não foi fácil.
Mas agora..... você me amassou, estressou, apertou, pode não ter sido seu plano, mas tentou fazer de mim uma escova ruim. É assim que me sinto. Usada e prestes a ser posta no lixo.
Mas "bad news for you", eu continuo resiliente, devo ser uma fucking wolverine neste quesito ( não é só meu fígado ) e vou voltar ao meu estado original...mas você não. Isso eu prometo.
Sem rancores, só desejo a justa colheita do seu plantio.

19 de maio de 2014

Explicar em qual língua?


Bob fala português ( dãa ), inglês, alemão e arranha italiano e espanhol.

Mas como a maioria das pessoas que eu conheço, fora crianças dos anos 90 que ainda lembram a letra da música infernal da Xuxa, não sabe a linguagem dos sinais.

Segue a conversa, deste sábado, via Whats app :

Bob: Oi

Maela: Oi

Bob: Acho que vou aprender linguagem de sinais

Maela: ?

Bob: Deixei o carro no mecânico, vai ficar pronto daqui 2 horas, resolvi ir para o escritório. Cheguei no prédio do escritório e deu vontade de ir no banheiro

Maela: Vai ué!

 Bob: Como se não tenho a chave ?

Maela: Xiiii, vai no café...do seu amigo

Bob: Cruzei com faxineiro

Maela: O mudo ?

Bob: Surdo mudo

Maela: Kkkkkkk

Bob: Sim

Maela: Agora entendi

Bob: Tentei explicar que precisava da chave do banheiro no corredor

Bob: Que nós não temos permissão de usar, porque temos 5 salas

Maela: Kkkkkkkkk

 Bob: Depois de muito esforços e alguns peidos

Bob: Consegui

Maela: Uhauhauha

Maela: LOL

Bob: Aí chegando no banheito

Maela: Chorando de rir....

Bob: Tinha de explicar que era o numero 2

Maela: Aiiii......não tinha papel

Bob: Precisava  de papel

Maela: Imaginei, cada um leva o seu, no corredor.

Bob: Como falo papel para um surdo.....????

Maela: Kkkkkkkk, isso tá acontecendo agora?????

Bob: TÁ!!!!!!! Estou quase me borrando

Maela : OMG

Bob: Ele entendeu

Bob: Ufa

Maela: Afffeeee

Bob: Agora to mais leve

Bob: To ate conseguindo digitar

Bob: Nesta vida mesmo falando vários idiomas

Maela: Kkkkkk

Bob: Podemos acabar na merda

Maela: Falta a linguagem de surdo mudo

Bob : Pior que ele me arranjou um papel tão áspero

Maela: Chamamos de ixa

Bob: Um papel tipo toalha de mão

Bob: Duro

Maela: Vulgo lixa bunda

Maela: Depila rabo

Bob: Como vou explicar que meu cu merece coisa melhor

Bob: O cara vai pensar que sou gay

Maela: Nem sei o que ele vai pensar, estou rindo só de imaginar como se explica isso....

Bob: To polindo o rabo

Maela: Kkkkkk

Maela: Lustrando

 Bob: Aarrgh

Maela: Sem pelos

Bob: Pera ai

Bob: Uhhhhh aiiiiii

Maela: KKKKKKKKKKKKKKKKKK

Bob : Terminei... agora falta pedir sabonete e toalha.

24 de fevereiro de 2014

O mergulho e o tubarão negro.




Resolvemos fazer scuba.

Eu só havia mergulhado com cilindro em água doce e no raso, uma coisa bem principiante.

Assistimos um vídeo aula e fomos diretamente para o mar com a equipe, que eram 2 caras ( Mr. G e Mr. K) , sendo que o Mr. G ficou com um pessoal do Canadá e o Mr. K ficou conosco.

Fotos de West Side Scuba Centre, Bridgetown
Foto do MR. K ( funcionário do West Side Scuba Centre ) é cortesia do TripAdvisor


O primeiro a entrar no mar foi o o Théo, o que me deixou angustiada, pois ele não estava muito a fim de fazer, foi convencido por nós e ele tinha um certo medo.

Mas ele ficou bem.

Depois o Thiago, o Bob e fiquei por último.

Pesos colocados, Mr. K foi descer com um por vez, de novo na mesma ordem.. eu por último.

Fiquei surpresa ao ver que o caçula estava se saindo tão bem.

Na minha vez eu achei que estava tendo um ataque de pânico, pois eu não conseguia respirar direito e comecei a achar que tinha água na minha máscara... e tinha. Minha máscara estava quebrada.

Ficou todo mundo lá no fundo, vendo peixinhos e eu na superfície, esperando o Mr. K pegar outra máscara para mim no barco.

Descemos, estávamos aprendendo a compensar a pressão e descer cada vez mais.

Nadamos até o primeiro navio naufragado e neste momento o Mr. K pega na minha mão e me faz sinal para soltar  o bocal por onde eu respirava ( do meu cilindro ) e usar o bocal auxiliar dele.

Eu obedeci sem entender e a partir deste momento, fiquei o tempo todo de mãos dadas com ele, nadando com ele e respirando do mesmo cilindro que ele.

E ele me mostrou coisas incríveis, colocou um ouriço enorme na minha mão ( medo ) , fez umas argolas de ar ( igual fazem nos desenhos animados com fumaça ), me fez tocar em corais que se escondiam imediatamente assim que eu encostava neles, me fez apertar um que parecia uma esponja e outro que parecia um cérebro.

Me mostrou anêmonas, moréias e raias e um peixe que parecia pedra.

Me mostrou peixes camuflados na areia.

E passou rapidinho, logo tivemos que voltar para o barco.

Ao emergimos o Mr. K explica que eu tive azar mesmo.

Além da máscara ter quebrado, o meu cilindro, que deveria estar cheio, havia baixado drasticamente a quantidade de ar e como não havia outro no barco, ele ficou dividindo o ar dele comigo.

Ao subirmos no barco ( todas as pessoas, inclusive os canadenses e Mr. G ), Bob pergunta, em alto e bom tom :

- Deixa eu ver se entendi direito. Você nos isola no fundo do mar e fica sozinho com minha mulher. Você a deixa sem fôlego, fica respirando o mesmo ar que ela, nada de mãozinha dada pegando peixinho, colocou um negócio grande e marrom na mão dela e tudo isso na frente dos meus filhos!!!!! Acho que tinha um tubarão negro no meu mergulho.

Todo mundo caiu na gargalhada.

Mr. K entrou na brincadeira e disse :

- Pensei que você ia se distrair com as crianças, quase deu tempo de fugir......

E o Théo diz ( em português, ainda bem ) :

- Pai, se cuida!! O negão quer roubar a mamãe!!!!!



17 de fevereiro de 2014

Banho caro.


Primeiro dia de férias.

Estávamos nós no hotel e meu filho mais novo achando injusto ter banheira apenas no meu banheiro.

- Você deixa eu tomar banho na sua banheira?

- Eu deixo mas só de vez em quando, vocês fazem uma bagunça, nunca lembram de puxar descarga, deixam a toalha no chão, molham tudo, etc...

- Tá... já sei. Posso agora?

- Pode.

Depois de quase uma hora, justamente quando eu ia bater na porta sinto o cheiro....

Forte....

Bem forte....

Do meu shampoo CARO PARA CARAMBA DA L´OCCITANE.



Nisso ele abre a porta.

- O QUE VOCÊ FEZ COM MEU SHAMPOO?????????

- Que shampoo? Eu não lavei o cabelo, só usei a espuminha de banho.

Eu corri até a banheira e constatei que ele virou dentro da banheira quase todo o vidro de shampoo.

Tive um chilique monstro.

Foi tão descomedido que tive que pedir milhões de desculpas e permitir que ele tomasse banho todos os dias no meu banheiro como compensação.

PS : E tive que usar o shampoo do hotel....., por isso preparem-se para fotos com cabelos bandidos... ou estão presos ou armados.

7 de fevereiro de 2014

Volta ao mundo em 80 drinks


Minha "sis" me disse hoje que tenho pele de bebê porque eu a conservo com vinho.

Já fui acusada de fígado total-flex ( tenho culpa se todo mundo fica bêbado primeiro do que eu? ) e de ter 2 fígados ( dificilmente fico de ressaca ).

Hoje vendo este quadro de ilustrações mostrando as bebidas ao redor do mundo, vou dizer para vocês que desconheço ( exatamente ) 69% do que tem abaixo.

E tiro 2 conclusões :

1 - Quem fez estas ilustrações não gosta de vinho ( nem fez bem sua pesquisa justamente por conta disso ) .

2- Uhauhauahu deixaram os argentinos sem álcool!









3 de fevereiro de 2014

Inveja de qual cor?


Minha amiga estava na praia comigo e postou uma foto no Facebook.

Quase instantaneamente veio o comentário de uma amiga dela " ai que inveja, mas é inveja branca viu!"...

Pra começar, inveja branca, rosa, azul, arco-íris é o cacete, isso não existe, inveja é inveja mesmo, igual a preta ou marrom fezes.

Vou explicar o que é inveja, porque as pessoas confundem os conceitos.

Quando você queria fazer ou ter aquilo que a pessoa está fazendo/possuindo ( tirar férias, passear na praia, comprar carro, etc ) isso é COBIÇA.

Se o desejo for enorme, desmedido, pode ser GANÂNCIA ( termo que não é só para dinheiro  ).

Agora a INVEJA é você desejar que a pessoa NÃO TENHA ou NÃO FAÇA o que está tendo ou possuindo.

Quando você diz que tem inveja de alguém, você diz que gostaria que a pessoa deixasse de estar na praia, que deixasse de estar feliz, que deixasse de possuir o carro novo, que deixasse de ter um corpão...

E não necessariamente que você quisesse possuir estas coisas, o seu prazer seria que a pessoa não tivesse.

Por isso a inveja costuma ser um sentimento escondido, mesquinho e não declarado.

Portanto, vivam a sua vida e corram atrás do que é seu. E vamos parar com esta frase idiotinha.

31 de janeiro de 2014

Brinquedos antigos


Eu e o Alex estávamos conversando sobre brinquedos de nossa época, ferroramas, playmobil, gigantões, entre outros e meus filhos ouvindo.

- E eu adorava o meu Falcon porque ele até mexia os olhos. 

- O que é Falcon?

- Era o avô do Max Steel.

E rolamos de rir... mas os meninos não entenderam.