Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

31 de janeiro de 2013

Sexo e casamento

Estava conversando outro dia com uma pessoa que me disse :

- Não tenho problemas com minha cara metade, só não fazemos sexo com frequência.

- O que é frequência para você?

- Ahh não tem data marcada para isso, mas deve ser a cada 4 meses.

- Mas você tem 40 anos!!! E apenas 8 de casamento! Vocês não tem 80 anos!!!

- Sim, somos mais amigos que se ajudam, igual muleta sabe.... um escorando o outro.

A pessoa explicou, tentou me convencer que não era tão ruim, mas eu não entendo.

Não consigo imaginar um casamento sem toque, sem beijo, sem encostar, sem sexo e sem desejo.

Eu posso ter uma briga gigantesca, que com certeza vai me deixar sem vontade para a coisa, mas quando resolvermos a briga,  a vontade volta ao normal ( sim, rola muita DR em casa, odeio jogar sujeira debaixo do tapete, portanto, tenho que  conversar até a coisa estar resolvida ou concordar que discordamos ).

Sei que é difícil manter o desejo que existe no início, mas é um exercício mútuo. Eu não quero ser amiga do meu homem, eu quero ser esposa, amante, namorada... tá e amiga também, mas irmã nunca!

E falando em 80 anos, me lembrei de uma história que ouvi meu tio contar ao meu pai.

Meu avô procurou meu tio preocupado :

- Sabe filho, não sei mais o fazer, eu e a sua mãe não estavamos mais fazendo sexo com a frequência de antes.

- Ahh pai, acontece, com 84 anos as coisas ficam mais complicadas não é mesmo?

- Sim, e  com 63 anos de casamento.. . mas só três vezes por semana filho???

- POOOOOOXXXXXA PAI! Não faço isso no mês!!

A história rodou a família toda obviamente.

Não sei se meu avô era tarado ou minha avó ninfomaníaca, mas havia entre os dois muita cumplicidade, carinho, respeito e pelo visto muito sexo.

Toda esta introdução é para dizer o seguinte, se você não tem sexo, você não tem casamento. E está perdendo uma parte muito deliciosa da vida.

30 de janeiro de 2013

Medo da CET

Eu ano passado perdi minha carteira de motorista por excesso de multas.

Além de me esquecer de licenciar o carro ( e ser pega e guinchada ), eu tenho um pé pesado, e os radares me amam, pois vivem tirando lindas fotos de mim e mandando para minha casa para eu autografar.

Bob quase perdeu a dele também... pé pesado é problema de família, mas a maiori das multas do Bob são de falar ao celular dirigindo.

Daí ele me liga :

- Má, estou aqui em frente da Uno Due, você vai descer para almoçar?

- Não vai dar, estou com...

- ESPERA.....

Esperei quase um minuto.

- Pronto voltei, é que tinha um cara de CET aqui e eu baixei o telefone.

- Bob... você não está em frente a Uno Due?

- Sim...

- Então você está A PÉ!

- É........ estou.

Como dizem, cão mordido por cobra, tem medo de linguiça.

25 de janeiro de 2013

O olho cego

Chorei de rir....

Se for crente, fanático ou sem senso de humor nem veja....

Se morder a língua morre


Eu, Bob e um conhecido estávamos almoçando, quando eu resolvi falar sobre uma pessoa :

- Nossa, você viu a Fulana? O que será que aconteceu a ela, está tão feia e obesa.

- Sempre foi feia....

- Sim, eu sei, por dentro e por fora.

O Bob fala para o conhecido que também é maldoso :

- Você conhece a Fulana?

- Qual lado?

- O de fora é claro, o de dentro ninguém quer visitar.

23 de janeiro de 2013

Imagine na copa


Minha amiga foi na Polícia Federal, unidade de São Paulo ( capital ) com o ex marido que é estrangeiro e não fala português para ele resolver um problema.

Chegando lá, eles foram direcionados para o setor de "estrangeiros" e ela foi informada que não poderia entrar com ele.

Ela falou "tudo bem" e avisou para ele em alemão.

A atendente arregala os olhos e pergunta :

- Ele só fala esta língua?

-Não, ele fala inglês.

- Mas não tem ninguém lá fale inglês.

- COMO? No setor de estrangeiros ninguém fala outra língua?

- Hoje não, senhora.

- Então me deixe entrar com ele.

- Não pode, é regra.

- E como vocês vão falar com ele?

- Nós vamos dar um jeito.

Nisso a gente ficou imaginando como deve ter sido  :

1 ) Com linguagem de sinais




2) Ocultismo

3) Google tradutor


Agora me digam, isso foi na cidade de SP e o cara falava inglês... e querem fazer a Copa aqui????

16 de janeiro de 2013

E vamos jogar tudo fora.


Outra surpresa que tivemos na casa da praia foram os eletrônicos quebrados.

Microondas resolveu apitar e não esquentar.

A TV ficava selecionando menu e ajustando propriedades que eu nem sabia que ela tinha.

E o aparelho DVD player ficou gago.

Eu não sei como vocês fazem, mas ainda sou destas que leva roupa na costureira para trocar zíper, sapato para pintar e trocar salto e bolsa para consertar a alça.

Não gosto de jogar coisas fora.

Elas custam dinheiro, e dinheiro custa meu tempo ou seja, estas coisas custam um pedaço da minha vida.

Também não sou destas loucas que guardam fax em casa ou impressora matricial porque acham que um dia pode ser útil. Eu dou tudo embora.

Lar dos pobres, Ismênia, empregada, porteiro todos ganham coisas que não uso, mas eu dou o que está funcionando.

Voltando aos aparelhos quebrados, vou lhes passar os 2 orçamentos que já recebi.

- DVD - conserto R$ 70,00 e 3 meses de garantia para o mesmo defeito, novo ( marca melhor ) R$ 84,40, frete grátis e um ano de garantia.

- Microondas - conserto R$ 120,00 e 3 meses de garantia para o mesmo defeito, novo (marca equivalente ) R$ 153,81, frete grátis e um ano de garantia.

Ambos produtos novos consomem menos energia.

Sinto que em breve, teremos entupindo nossos bueiros não apenas garrafas PET, mas microondas, tvs, telefones sem fio e toda parafernália moderna, que dura exatamente o tempo de garantia... e nada mais.


14 de janeiro de 2013

Entediados


Levei 4 adolescentes para a praia. Lá teriam pelo menos mais 4.

Deveria ser um fim de semana fantástico para eles. Certo?

Janeiro, calor, condomínio cheio de garotos e garotas com hormônios em fúria, todos na praia, pé na areia, sem controle permanente dos pais, podendo fazer luau, tocar violão na praia com fogueira.... era meu sonho aos 15 anos.

Mas não da geração atual.

O problema começou quando pisamos na casa e a mais velha gritou " Tia,não tem wi-fi"??

Respondi que não e que ela não iria precisar, estávamos NA PRAIA.

- Mas estou menstruada, não gosto de sol.

Quase perguntei o que ela veio fazer na praia, mas respirei fundo e disse que ela iria se divertir de uma forma diferente, falando com as pessoas ao vivo. Era quase igual skype...

E começou a chover....

Apresentei ao sexteto jogos de tabuleiro, tinha War, O Jogo da Vida, Dinheiro do Mês e baralho.

Me olharam como se eu estivesse mostrando cocô, bosta, merda e vômito.

- Tia, tem Sky ou NET???

- Não tem, tem parabólica, com TV aberta mesmo e pega mal, mas tem vários dvds legais.

- Mas que filmes são estes?

- Clássicos!!! Você gosta de terror não é? Tem Drácula de Bram Stoker!

- Ai credo, que homem feio. Eu nem gosto do Edward, mas prefiro ele.

Engoli minha frustração e disse que tinha um suspense muito legal, chamado Revelação e coloquei.
1 hora depois voltei.

Havia 1 no iphone, 2 outros na internet 3G, outro no Nintendo DS e 2 haviam sumido para jogar GTA.

- Poxa meninos, não gostaram do filme?

- Chato, ainda não morreu ninguém e a mulher é louca.

No dia seguinte fez sol.

Eles acordaram ao meio dia.

Convenci que deveriam caminhar até o rio, ver a cachoeira, eram apenas 1,5 km dali.

Voltaram depois de 2 horas, com cara de tédio, tomaram banho e foram para os eletrônicos.

No último dia, tirei todos da cama cedo, obriguei ir a praia.

3 brincaram no caiaque, 2 curtiram o mar e 1 não teve jeito, levou o celular e nele ficou, com cara de merda, de roupa e reclamando da claridade.

Ninguém quis jogar frescobol, taco, nem tênis ou volei.

Fiquei me imaginando nesta idade, como qualquer passeio me divertia, como eu adorava conhecer gente nova e jogar mau-mau numa mesa com 20 pessoas.

Senti pena da adolescência desperdiçada. Uma fase que passa tão rápido, tão difícil de superar e com todos estes gadgets fica ainda mais fácil ser introspectivo.

9 de janeiro de 2013

CONSEGUIU PIORAR O QUE ESTAVA RUIM




AVISO : SE VOCÊ TEM NOJO DE INSETOS, NÃO LEIA  ( tá eu tenho, mas tive que contar isso )

Sempre fomos ao Clube Internacional de Regatas em Santos, com as crianças para comer.

A comida era boa, nunca foi sofisticada, tem apenas 5 tipos de pizza,uns 3 peixes, 2 massas, mas sempre foi caprichada. Os pratos tem boa apresentação e custo razoável.

Hoje a coisa foi diferente.

Resolvemos ir lá ao invés de pizzaria porque tinham 3 adolescentes conosco, e queríamos sossego e que eles aproveitassem as quadras.

Pedimos pizza para eles e eu e o Bob pedimos carne seca desfiada com bolinho de mandioca ( sim, continuo nada light ).

Chegou a comida, e no meio da porção ( antes fosse no começo ) achei uma mosca.

Mas não daquelas pretas... daquelas verdes varejeiras, também conhecidas como moscas da carne, elas botam ovos na carne em decomposição, portanto estavam dentro da carne ( de má procedência ) que nos serviram, não foi algo que caiu lá.

Chamei o garçom, mostrei e ele imediatamente retirou pratos, talheres e a comida.

Veio o "chefe" e começou a falar.... antes ele estivesse ficado quieto :

- Olha, o negócio é o seguinte, eu morro de vergonha, mas deixaram a janela aberta, mesmo com este calor abriram, um absurdo, tem o ar não é mesmo? Deveriam ter deixado fechada! A mosca entrou, viu a carne quente e sentou ... 

- Meu senhor, a mosca estava por baixo da carne, estava nela e não caiu aqui. Não tem mosca em volta da gente.

- Mas não foi na cozinha, eu garanto. Se fosse barata eu teria certeza que tinha sido na cozinha....

O Bob resolveu interferir, antes que ele dissesse mais coisas que não queríamos ouvir.

- Tá, entendi, obrigado, acontece.

O cara resolve falar mais.

- A mosca está viva, está aqui ó, se mexendo, dentro do guardanapo ( e mostra o guardanapo dobradinho ), não estava na carne.

- Ok, eu acredito, pode ir, barata para mim seria bem pior.

Ele foi embora????

NÃO!!! CONTINUOU FALANDO!

- O senhor me lembrou de umas história muito engraçada. Eu trabalhava lá em Aracaju e ao  servir uma paella pruns gringos vi que tinha uma barata no meio. Como eu iria explicar para eles? Eu não falava a língua deles! E a vergonha de falar da barata? Joguei o peixe, os mariscos em cima e virou tudo paella! ha ha ha ha ha!

Não sei se foi a minha cara de chocada ou as crianças boquiabertas, mas finalmente o homens calou-se e foi pra outra mesa.

Pedimos a conta, nem sorvete de palito as crianças queriam.

Não cobraram a porção.

Este post já está bem tosco, mas foi literalmente cagar e sentar em cima.

PS : O Bob disse que acertou na mosca na escolha no jantar, só  faltou um vinho moscatel para harmonizar



8 de janeiro de 2013

APRENDENDO A FAZER TOSA


Quando eu estava em L.A. eu comprei uma maquininha de cortar pelos e cabelos.

O Bob já estava olhando esquisito para o treco no dia compra e perguntou :

- Pra que isso?????

Inocentemente respondi :

-Para você!

Ele rolou os olhos e deixou para lá.

Nesta semana, tipo uns 6 meses depois, eu chamei ele no quarto.

Ele encontrou o chão forrado de jornal e a maquininha na minha mão.

- Ahhh não!! Nem pense!

Depois de uns 15 minutos de argumentação eu achei um argumento plausível.... que ele iria ficar mais gostosão para mim se o fizesse.

Uns 30 minutos de serviço suado deram conta dos pelos ( sim, Bob é parente distante do Lobisomem Mexicano e bem próximo do Toni Ramos ).

Foi peito, costas, barriga, ombro, axilas, pescoço e... tosa higiênica.

Esta foi a parte mais cômica. Ele ficou com aquela cara que mistura dó e humilhação ( igual do cão abaixo )


Quando pedi que ele virasse de costas ele deu um "TUDO TEM LIMITE!"  e saiu pisando duro, deixando uma trilha de pelos por todo o quarto.

Pior foi a cara dele, quando eu disse que repetiríamos a cada 20 dias, achei que ele ia me morder...kkkk

Não fica bravo Bob, ficou ótimo!!!!!