Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

23 de setembro de 2013

Anão e a nota de 25


Ruiva tinha uma meta. Beijão a maior quantidade de homens da vida.

Depois de 6 anos numa relação desgastada, onde ela perdeu boa parte da diversão da faculdade, das festas, das viagens, ela resolveu ser canalha.

E ao contar isso para a prima....

- E você quer beijar 30 homens?

- Esta é a meta.

- Então vamos bater a aposta. Se você beijar 10% disso eu te pago R$100,00, feito?

- KKKK vai perder.

E assim elas chegaram sábado de manhã em Salvador.

Ruiva estava tão ansiosa para ver tudo o que tinha de bom em Salvador, que ao pedir acarajé, não se ligou quew estavam falando de pimenta e pediu "quente", passou sabadão no banheiro. A prima se condoeu e ficou junto.

No dia seguinte, foi pro trio elétrico, mas se esqueceu que não gostava de cerveja quente e nem de multidões. Tentando afastar o mal humor viu que a prima estava beijando um cara baixinho. Logo ela que adorava homens beeemmm altos. Ela começou a se questionar se não deveria baixar os padrões, mas ainda faltavam 2 dias antes de irem embora, portanto ela tinha certeza que iria bater a meta.... a segunda meta, pois não conseguia de forma alguma achar coisa boa mesmo naquele mar de homens feios.

Na segunda elas tinham camarote. Ruiva pensou "agora sim".

Mas pelo preço que pagou, não esperava aquela construção de madeira compensada, decorado com tecidos e plásticos, tudo alimentado por  fios elétricos, o que dava a ilusão de um mega estopim incendiário. Pior, tinha uma parte que era construída em cima de um posto de gasolina.

Ruiva tentou relaxar e quando ofereceram para ela um lança perfume ela não pensou muito e resolveu usar. Ela só se lembra de apito na cabeça e o chão chegando bem rápido.

Na terça-feira, com 2 pontos na testa e uma dor de cabeça insuportável, ela resolveu que não iria para lugar nenhum, só para a piscina do hotel.

A prima protestou, mas nada de fazer a ruiva mudar de idéia.

Na piscina uma ruiva conheceu um argentino.

Feinho, mas ele falou que ela era a cara da Jéssica Chastain e para a ruiva isso foi o máximo e foi assim que ela beijou o primeiro.... e único.

No café da manhã da quarta, ela escuta o "argentino" conversando com o amigo :

- Então cara, esta coisa de se passar por gringo funciona mesmo né, eu cheguei até a pegar uma aqui mesmo no hotel.

- Eu me dei super bem! Você tem que aprender inglês meu amigo, pois argentino não são todas que gostam, como americano eu ganhei 4.

Fazendo o check out, ela conta para a prima a conversa que ouviu, tira os R$100,00 da carteira e resume :

- Carnaval da canalha né? Carnaval das trevas, isso sim.

E a prima conclui :

- Saldo foi um anão e um cara mais falso nota de 25.

4 comentários:

Jackie disse...

KKKKKKKKK


Duas publicações seguidas esculhambando nas entrelinhas Salvador, minha terrinha esculhambada...

O pior é que é isso aí mesmo...

beijos


O Gato do Balaio disse...

Poxa Jackie, nem foi a intenção, já que nunca estive em Salvador.
Não tenho bairrismos, quando estive na Bahia ( AKA Porto Seguro ) eu saí apaixonada pelo lugar, comida, cultura , só achei os baianos ( as ) tarados, esta eu conto depois....

Jackie disse...


Zero problemas Maela, nenhum mesmo! Só achei coincidência, juro! Amooooo a Bahia mas eu sei que aqui é o Ó...rs

Conte a experiência luxuriosa com os (as) baianas que vc sabe...pleaseeeee

O Gato do Balaio disse...

KKKK conto sim, amanhã é sexta né????