Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

19 de novembro de 2013

Voltamos ao caviar


Daí o casal Silva foi chamado para um "queijos e vinhos" na casa do casal Souza..

Escolheram um vinho chileno honesto, um brie de qualidade e foram para a casa dos amigos.

Lá chegando, foram apresentados ao casal Silveira.

Mesa posta, começam os assuntos, a roda das mulheres e dos homens e o vinho rolando solto.

O macho do casal Silveira diz :

- Só tomo vinho italiano! Sou fã dos Barolos, Nebbiolos e Chiantis. E posso afirmar, vocês estão servindo o MEU vinho de forma errada. O correto é servi-lo na temperatura ambiente e vocês gelaram o meu vinho.

Os Silva olharam um para o outro e disfarçaram o riso. Apesar de terem escolhido um vinho que não era do gosto do convidado ( gosto e bunda cada um tem o seu ), sabiam muito bem que a temperatura ambiente deste vinho seria da ITÁLIA, cerca de 18 graus.....em Santos fazia 32 graus. O casal Silveira passou o resta da noite tomando vinho quente.

O casal Souza começou a ficar visivelmente incomodado, pois o macho Silveira continuou com os disparates, em ritmo de "rei do camarote".

- E claro, champanhe. Adoro!!!!! Tem que ser francês é claro. Vocês trouxeram? Ahh esquece, eu trouxe um, se não der mando o motorista buscar outro.

Todo mundo se olha e antes que alguém diga algo a fêmea Silveira abre a boca.

- A Champanha ( sic ) fica ótima com caviar. Só que caviar, não sei se vocês já comeram mas a gente come sempre, tem um gosto estranho né gente, mas olha...... você pega o caviar e bate com Hellmann's, salsinha e alho. Ficá ótimo.

Neste momento a fêmea Souza engasga com o vinho, que sai pelo nariz.

Duas horas depois os casais vão embora.

Mal chega no carro e toca o telefone da fêmea Silva.

Eram os Souza.

- Por favor nos perdoem, não sabíamos que o casal era assim tão... tão..... 

- Novos ricos?

- NÃO... IDIOTAS MESMO.

História verídica... infelizmente.


Leitores que eu adoro.

Desculpem minha ausência, estou trabalhando igual a uma camela.

5 comentários:

Anne disse...

Preguiça eterna de gente que se acha muito elegante e só paga mico!
A única vantagem é que eles nos rendem histórias engraçadas.

Jackie disse...

Tava sentindo sua falta!!!
Me poquei de dar risada do post. Já aconteceu comigo e meu marido
algo semelhante também. A galera da gente frequentava um restaurante que não era essa sofisticação toda mas tinha a comida e o ambiente super agradáveis. Daí que a nossa fêmea Silveira começou a falar do restaurante, que tinha ido e sentado na pontinha da cadeira (???) que tinha ficado com nojinho dos pratos (???) que não conseguiu sequer tomar água, quanto mais comer (???)...aff...e que restaurantes pra ela só valiam mesmo os de Paris!!!Obviamente na hora que eu ia retrucar, meu marido me deu um apertão na mão pra eu ficar quieta e fiquei. Com certas pessoas não adianta muito bater de frente pq iria apenas causar constrangimento geral. Mas que me deu vontade de sacanear, deu!
Suma não, viu? beijossss

Duda disse...

Ouch, de matar..caviar batido com maionese, pelaamor!
Agora Maela me explique essa da champã, tb ouvi dizer q a pronuncia correta seria a champanha com a no final e talzs, pois é 1 vinho da regiao da Champanha (?)
Tô sempre por aki, gosto mt dos seus posts. ;)
bjs

Duda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
O Gato do Balaio disse...

Anne , é por aí mesmo, tem que tirar proveito.

Duda, o correto no Brasil é dizer o champagne ( masculino mesmo ).

Jackie, já tivemos uma Silveira que devolveu 3 vezes os copos por estarem sujos e acabou tomando vinho com canudo ( sério )