Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

30 de julho de 2012

A cara do dia

Eu tenho  um rosto aqui.

Aqui eu deveria ser livre, escrever o que  eu quisesse.

Mas só consigo escrever sobre o que eu conheço, portanto coloquei meu rosto de verdade, com a minha vida  e a vida alheia narrada ( somadas a minha imaginação ).

Com isso as pessoas me julgam, elas preenchem lacunas da minha personalidade com meus personagens fictícios, com as histórias que conto e assim me reinventam.

E muito engraçado é confrontar opiniões das pessoas, pois elas acreditam no personagem que pensam que eu sou.

Me definem, quando nem eu mesma consigo.

A cada dia sou outra.

Não é questão de caráter, não estou falando de essência, nem de estado de espírito e sim de acordar a cada dia de um modo.

Posso ser boa, má, neurótica, religiosa, agnóstica, carente, repelente, independente, blogueira, cozinheira, carinhosa, frígida, feliz ou triste.

A minha "cara" de hoje é a sinceridade.

Portanto hoje sou sincera, frustrada, mal compreendida, isolada, mal-amada, preocupada e irritada

Amanhã, graças a maravilhosa mutação de humor, será outro dia.

Tomara que eu seja uma sacana.....rs

2 comentários:

Michele Pupo disse...

kkkkkkkkkkk

Maela, na boa: sou sua fã! Acho-te o máximo. Divertida, inteligente, elegante, bonita e bem disposta.
Te admiro.

Bjs

Maela disse...

Mi, você é maravilhosa!


Escritora (publicada), lendo meus textos... só uma professora paciente como você mesmo....rs

Obrigada!!!!