Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

13 de dezembro de 2010

10 anos de caçula!

Hoje é niver do Teteco!

Eu já contei a história dele tantas vezes que até fui checar no arquivo do blog se eu não iria me repetir.

Em  julho de 2000, eu estava atravessando uma av. no centro de Santos, quando uma mendiga que estava sentada no chão me interpela :

- Tia, me dá uma bala?

- Bala? Não tenho!

Ela se levanta do chão.

Me lembro que era uma negra, aparentando uns 15 anos, magra e muito alta e com os dentes bem alvos e perfeitos.

Ela colocou a mão em minha barriga e disse :

- Tia você está grávida!

Levei um mega susto por ela ter tocado em mim, que nem dei atenção, mandei ela tirar a mão de mim e atravessei a avenida.

No meio da travessia sinto uma coisa bater em minha mochila e falei para a minha sócia :

- Ela jogou uma pedra em mim!!!!!

Não gritei, falei normal mesmo.

A mendiga já estava na esquina oposta e gritou :

- Tia, não foi pedra não, foi uma bala! É para a senhora não se esquecer de mim.

Chegando em casa, contei para o Bob a coisa toda. Ele me olhou esquisito e disse :

- Eu estava te achando barrigudinha..kkkkkkk

Fiquei P da vida, eu tinha perdido todos os 32 kg da gestação, fazia spinning e o outro vem me chamar de barriguda????

Fui para o espelho e tive que concordar, estava lá, uma barriguinha... coisa que qualquer drenagem meia boca elimina!

Comprei o teste de farmácia.  POSITIVO

No dia seguinte logo cedo, liguei para a médica e fui fazer um ultrassom intravaginal.

O médico falou :

- Vamos fazer por fora 1º, só para ter certeza que não dá para ver nada. Qual seu último dia de menstruação?

- Dia das mães! Irônico não?

- Bom, então você deveria menstruar em breve.

Gel gelado na barriga, e imagem na tela.

- Pois bem, você está grávida, de 4 meses e é um menino! Parabéns!

Surtei!!!!!!!!!!!!

Eu ia parir um filho por ano??????

Eu menstruava e estava grávida????

Meu filho vai nascer em 5 meses????

A gestação estava complicada.

50% de descolamento da placenta, porque eu estava tomando pílula em abril e maio.

Então como eu engravidei?

Pilula + período menstrual não é = a bebê. Certo? Não comigo.

A data de "concepção" calculada, foi dia 18/03/2000, que é justamente o dia do 1º niver do Tico e eu menstruei na festa.

Inesquecível, pois eu estava de vestido branco, não esperava mesntruar aquele dia ( no buffet ) e como sujou a calcinha, eu joguei fora e passei a festa toda sem ela. E o Bob quase me matou!

Mas 5 meses passaram voando e dia 13/12/2000, meu Teteco não quis esperar e estourou a bolsa.

Nasceu meio amarelado, magrelo, cabelo preto espetado e unhas enormes.

Bob o chamava de ratazana, de tão feio que era!

Mas meu moço ficou lindo, saudável e hoje mais velho.

Te amo caçula da mãe!

PS : Fui procurar a mendiga para agradecer, nunca havia visto esta moça naquele local antes e nunca mais a vi.

8 comentários:

Patrícia Nunes disse...

sinistro o negócio da mendiga!

Duda disse...

Que historia mais linda! Emocionei..
Parabens para o filho & mamae guerreiros!!!
XOXO

Sara disse...

Toda vez que entro aqui só consigo pensar:

Caraca Maela!!!!!

Agora Ratazana foi de matar...tadico do bichinho!!! rsrsrsrs

Parabéns pro baby não tão baby assim, muita saúde pra ele!

Jussara disse...

Uau, que história a dessa gravidez. Ele queria nascer mes-mo.
Parabéns pro Theo, e pra vc tb!
Agora, chamar o menino de ratazana foi maldade, hein?! Tadinho. rs

Rick disse...

Linda história!
Parabéns, mamãe coruja!

Ariane disse...

Maela que história mais emocionante!!

Parabéns ao Teteco, muita saúde, felicidade!!!!!

bjos

Anônimo disse...

Ola Maela, voce tem cada historia suprendente da sua vida hein,,, mas para mamae mas feio que filho seja nos nao admitimos falar mal, mesmo sendo o pai, mas ja passaram 10 anos agora ja esta a caminho do pré-adolescente, parabena a voce e a o Theo, bom assim pelo menos cresceram juntos os irmaos.
bjs
Keli

Maela disse...

Mamãe e filho agradecem!!!

E ficou pouco tempo ratazana, depois coloco uma foto para quem não conhece... o Théo é lindo! ( bobices de mãe á parte )