Se quiser receber as postagens por email, assine aí!

2 de dezembro de 2013

ELOGIOS DE RUA

Já ouvi muita asneira na rua.

Fiu fiu seria maravilhoso perto das tosqueiras que os homens podem falar.

E eu tenho pavio curto.

Me lembro quando eu era criança ( tinha uns 12 anos )  e passei por um velho que fez aquele barulho horrendo, do tipo entre os dentes, gemendo.

Fiquei tão brava que apontei o cara, virei para minha amiga e disse alto :

- É seu avô Rita? Manda internar que está senil.

Hoje em dia eu não fico tão brava, costumo fazer cara de nojo, do tipo... "se enxerga"  e continuo andando.

Eu não me acho a última bolacha do pacote é que trabalho no centro da cidade, os tipos que andam por aqui são... bem.. como vou explicar? Aqui no centro de Santos tem 2 tipos de empresas, despachantes aduaneiros ( e profissões ligadas ao porto ) e prostitutas ( profissão ligada ao porto ).

E hoje foi engraçado.

Passei por um cara e ele disse :

- Nossa senhora... lá em casa....

Passei por outro, 2 quadras depois...

- Uuuu  minha nossa senhora....

Chegando no prédio em que eu trabalho :

- Minha nossa....

Eu respondi

- Deus abençoe. 

Duas coisas que tirei disso :

1-Vestido de oncinha ( mesmo longo ) para trabalho nunca mais;

2 - Acho que eu vejo Nossa Senhora assim :


 E eles assim:

8 comentários:

A mãe do Bê disse...

Haha!a comparação de Nossa Senhora foi ótima! Aqui no Rio vai do coletor de lixo a turma de velhinhos jogando damas na praça,e eu tenho um asco desses velhos babando quase sem dente e falando um monte de besteira quando eu passo,arg!

Beijo Ma!

O Gato do Balaio disse...

No geral acho que elogio de rua é sempre ruim.
Nunca foi de um gato maravilhoso e nunca criativo, sempre ofensivo mesmo.
E ainda ouvi um "creio em deus pai..."

uahuahauhauhua

Beatriz disse...

Não vou chover no molhado e ficar falando do tanto que esses "elogios" são machistas e nojentos e absurdos e bla bla bla. Mas é que teve um que uma vez me arrancou gargalhadas.
Eu passava em frente a uma obra com um vaso de flores. Aí um dos pedreiros gritou lá de cima "se eu tivesse uma muié dessas em casa eu também mandava flores todo dia". Continuei andando segurando a gargalhada pra não dar corda! rs

Beatriz disse...

Não vou chover no molhado e ficar falando do tanto que esses "elogios" são machistas e nojentos e absurdos e bla bla bla. Mas é que teve um que uma vez me arrancou gargalhadas.
Eu passava em frente a uma obra com um vaso de flores. Aí um dos pedreiros gritou lá de cima "se eu tivesse uma muié dessas em casa eu também mandava flores todo dia". Continuei andando segurando a gargalhada pra não dar corda! rs

Beatriz disse...

Não vou chover no molhado e ficar falando do tanto que esses "elogios" são machistas e nojentos e absurdos e bla bla bla. Mas é que teve um que uma vez me arrancou gargalhadas.
Eu passava em frente a uma obra com um vaso de flores. Aí um dos pedreiros gritou lá de cima "se eu tivesse uma muié dessas em casa eu também mandava flores todo dia". Continuei andando segurando a gargalhada pra não dar corda! rs

A mãe do Bê disse...

Aí a gente não sabe se eles estão cantando ou rezando!hhahahaha.

Camila Monteiro disse...

Religioso ele né?! uahuahuahuah

carlos cassaro disse...

No dia que vc andar na rua e não ouvir NADA, NENHUM "ELOGIO", aí sim pode começar a ficar preocupada...